Ultimas Matérias Cadastradas
Aflição.
08:39:53 07/10/2013
Tenho-vos dito isso, para que em mim tenham paz; porém no mundo terão aflições, mas tenham bom ânimo; pois eu venci o mundo. (Bíblia Sagrada) Joã. 16: 33.



    Aflição.

 

        P 01

Aflição, vivemos realmente num mundo difícil e complicado, um mundo de dor, tristeza, ansiedade e muito sofrimento de um modo geral! O mundo em que vivemos foi preparado para ser um verdadeiro Paraíso, mas como sempre o ser humano de alguma forma, destruindo o próprio ambiente em que vive. Lá no começo da nossa era a Bíblia Sagrada nos ensina que a Terra havia passado por uma espécie de destruição, há versão bíblica que diz: A Terra estava caótica, sem forma e vazia. Então foi como se o Senhor nosso Deus tivesse acordado numa manhã, e tivesse decidido reformar a Terra; e assim foi, e nessa reforma Ele á transformou num verdadeiro Paraíso. Mas ao criar o ser humano e coloca-lo sobre a Terra Ele, Deus impôs condições.

E os nossos pais Adão e EVA não conseguindo suportar as condições, acabaram de alguma forma traindo a confiança do nosso Criador. E com esse deslize eles colocaram não só a Terra, mas toda à sua posteridade num estado de miséria aterrorizante. A terra geme e pranteia, o Líbano se envergonha e se murcha, (Sarom = planície) se tornou como um deserto, (Basã = terra fértil) e Carmelo foram sacudidos. (Bíblia Sagrada) Isa. 33: 9. Quando nós prestamos melhor atenção numa mensagem destas ficamos arrepiados, pois quando temos a oportunidade de ver parte da Terra sendo destruída por terremotos, tsunamis devastadores geralmente ficamos apreensivos.

Mas, em torno dessa Terra que geme e chora existe ainda uma grande criação, não só humana, mas eu falo de um modo geral e, se nós olharmos ao nosso redor tudo que vemos e ouvimos é uma grande criação realmente gemendo e chorando como que não querendo ser consolada. Pois para todo lado que a gente se vira, tudo o que se vê é muito sofrimento, no meio da humanidade e de toda criação de um modo em geral. Há quem diga que na cidade de Atenas (Grécia) de (2000) de dois mil anos e alguma coisa, atrás, havia uma população de 421.000 habitantes; só que desses, 400.000 eram escravos, dá para você leitor(a) ter uma ideia da desgraça que isso poderia representar?

Num Israel do passado, por exemplo, chegando ao triste ponto em o Próprio Deus não suportando mais os pecados do seu povo, Ele fazendo uso do seu servo, o Profeta Ezequiel, fala: A espada está sendo polida, está pronta para ser usada. Está afiada e polida para ser posta nas mãos de um matador. Grite e solte gemidos, homem mortal; essa espada é para atacar o meu povo e todos os líderes de Israel. Eles serão mortos com todo o resto do meu povo. Bata no peito em sinal de desespero. (Bíblia Sagrada) Eze. 21: 11 – 12.

 

P 02

Como podemos ver, não parece real, mas se nós olharmos para a história da humanidade de um modo geral, veremos que às coisas infelizmente tem sido mais ou menos assim mesmo. O grande Apóstolo Paulo já falava que toda a criação geme e chora, não só a humanidade, mas também a criação irracional, só que por incrível que possa parecer, o Profeta Joel há 800 anos antes de Cristo, já escrevia: Como geme o gado! As manadas de vacas estão confusas, porque não têm pasto; também os rebanhos de ovelhas são destruídos. (Bíblia Sagrada) Joel 1: 18. Se, tem uma coisa que me deixa triste, é ver um pobre cachorro jogado na rua procurando o dono, você pode observar o desespero do pobre animal.

De repente você olha a floresta sendo destruída polo fogo e, pode-se assim observar o desespero da fauna, ninhos de aves muitas vezes com filhotes sendo queimados, aves adultas caindo no meio do fogo, animais correndo em chamas, enfim, é enlouquecedor. É bom lembrar que tudo isso só começou há acontecer depois daquilo que nós conhecemos como pecado dos nossos pais, Adão e EVA. A partir dali, a palavra aflição tem feito parte da vida de toda a criação. Porém, nós não podemos nos esquecer que em tudo isso, é Deus trabalhando nas nossas vidas, pois esse mundo que aí está funciona como uma espécie de uma escola preparatória para a cristandade, é neste mundo de sofrimento e dor que nós estamos sendo preparados para à Eternidade.

Tenho-vos dito isso, para que em mim tenham paz; porém no mundo terão aflições, mas tenham bom ânimo; pois eu venci o mundo. (Bíblia Sagrada) Joã. 16: 33. Na verdade o ser humano antes daquilo que nós conhecemos como pecado, não tinha muito valor, os nossos pais Adão e EVA naquele Paraíso eram o que nós poderíamos chamar de dois Anjos de carne, como poderíamos dizer eles não sabiam se estavam indo, ou voltando. No entanto, logo após o pecado, nós temos a surpresa de ver e ouvir o Próprio Deus falando: O ser humano agora é como um de nós, pois agora o ser humano conhece o bem e o mal!

Então, disse o SENHOR Deus: Eis que o ser humano agora é como um de nós, conhecendo o bem e o mal; ora, pois, para que não estenda a sua mão, e tome também do fruto da árvore da vida, coma, e viva eternamente agora em pecado, o SENHOR Deus, pois, os lançou fora do jardim do Éden, para lavrarem a terra, de que foram tomados.  (Bíblia Sagrada) Gên. 3: 22 – 23. A partir de então, de posse desses valores o ser humano começa uma caminhada preparatória para uma Eternidade com Deus, pois lá na Eternidade nós seremos reis e sacerdotes, lá na Eternidade nós faremos parte da Existência do Único e Verdadeiro Deus. E cantavam um novo cântico, dizendo: Pois Tu és Digno de tomar o livro e de abrir os seus selos, porque foste morto e com o teu

 

P 03

sangue compraste para Deus homens e mulheres de todos os países, nações, e idiomas diferentes; e para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a terra. (Bíblia Sagrada) Ap. 5: 9 – 10. Uma grande parte da humanidade corre desesperadamente em busca de um lugarzinho no tal de céu, no entanto, como acabamos de ler todos aqueles que nesta árdua caminhada alcançarem o que nós conhecemos como salvação em Cristo Jesus, lá no final, ao ressuscitarem ou serem transformados para chegarem á Presença de Deus, a partir de então, passarão há fazer parte da existência desse Deus. O Deus que nós conhecemos não é como dizem alguns, um deus grande, o Deus que eu conheço, tem tamanho único, pois Ele é o único e verdadeiro Deus, o Deus que eu conheço é do tamanho do Universo, do tamanho da Existência.

Logo, se nós vamos fazer parte da Existência desse Deus, para começar teremos o Universo para habitar, teremos a Terra para governar e, não só a Terra, mas na minha maneira de ver, reinaremos, e governaremos sobre todo o Universo. Daí, aquela firme ideia; todo sofrimento por aqui vale a pena sim, desde que esse sofrimento seja ao lado de Cristo Jesus, pois sendo assim tudo isso terá um fim e, uma grata compensação ao chegarmos á Eternidade. Porém, até chegarmos lá às coisas por aqui são como nós temos visto, a vida é feita de muito sofrimento! Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada. (Bíblia Sagrada) Rom. 8: 18.

Como podemos observar nessa mensagem o grande Apóstolo Paulo já previa o que nos acontecerá ao chegarmos á Eternidade. Todavia o que essa cristandade já sofreu nestes (2000) dois mil anos de caminhada tem sido enlouquecedor. Ao começarmos pelos Apóstolos que dos (12) dos doze, só um deles não foi assassinado, tendo o Apóstolo Pedro, por exemplo, sido crucificado de cabeça para baixo, tendo o próprio Apóstolo João que, morreu de morte natural sendo fervido em um tacho de ÓLEO! A partir de então, temos visto coisas como, nos conta Pastor Richard Wurmbrand, no seu livro  Torturado por Amor á Cristo:

As mulheres eram obriga­das a trabalho forçado em um canal que tinha de ser construído, e tinham de executar a mesma tarefa que os homens. Removiam terra no inverno. Prostitutas eram colocadas como supervisoras e rivalizavam com os guar­das nas torturas aos fiéis. Minha esposa teve que comer grama feito gado para poder sobreviver. Ratos e cobras eram comidos pelos prisioneiros famintos nesse canal para não morrerem de fome. Uma das diversões dos guardas aos domingos era empurrar mulheres (cristãs e prisioneiras) para dentro do Rio Danúbio e depois quando estavam se afogando, pescá-las de volta, para se rirem e ridicularizá-las quando viam seus corpos

 

P 04

molhados e jogá-las de volta ao rio para serem pescadas outra vez. Isso tudo dentro de um ridículo e diabólico regime comunista. Não há muitos dias atrás, nós tivemos o desprazer de ver na INTERNETE aquela missionária na China, sendo torturada pela própria polícia, não sei se até a morte, quando voltava de um Culto de Louvores á Deus! Alíás, para quem não sabia isso tem sido a vida da Cristandade nestes (2000) dois mil anos de peregrinação. Todavia a Cristandade movida pela esperança de uma vida Eterna, continua à sua caminhada, mesmo não tendo a certeza de onde chegará, fizicamente falando. Porque, como as aflições de Cristo são muitas em nós, assim também a nossa consolação será grande por meio de Cristo. (Bíblia Sagrada) II Cor. 1: 5.

Aliás, como podemos ver foi essa esperança que levou o Apóstolo Paulo até ao (cepo) para ser decapitado por amor ao Evangelho de Cristo. O grande Apóstolo Paulo, ao chegar á Roma como prisioneiro; segundo ama linha da tradição, da história, foi para a (prisão mamertina), lá existia num determinado ponto do piso, um buraco, em baixo era um porão de lama, o prisioneiro era então jogado pelo buraco. Conta-nos, uma linha da tradição que depois de praticamente podre, porém, ainda vivo ele foi içado de lá, levado para fora da cidade e, foi-lhe cortado o pescoço! Tudo isso como ele mesmo nos conta na mensagem que acabamos de ler, movido pela esperança de um dia chegar á presença de Deus, o nosso Criador!

Aí, então nos diz o Apóstolo, as aflições de Cristo em nós são muitas, mas haverá uma grande consolação por tudo isso, aí vejamos o que nos escreve o Apóstolo João quando diz: Vede quão grande caridade nos tem concedido o Pai: que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso, o mundo não nos conhece, porque não conhece a ele. (Bíblia Sagrada) I Joã. 3: 1. Na verdade são coisas aparentemente simples como essas que têm movido uma grande parte da humanidade, numa caminhada tão longa e, aparentemente desconhecida. O fato de lá na Eternidade, sermos reconhecidos como filhos de Deus, de sermos reconhecidos como irmãos do Próprio Senhor Jesus, o Cristo.

Se levarmos em conta um comentário desse, veremos que qualquer aflição por aqui valerá apena, pois ela será passageira, porém, o seu resultado será Eterno. O Apóstolo Paulo ainda nos falava do sofrimento dos obreiros do Evangelho, de alguma forma nos dizia ele que o sofrimento do obreiro de certa forma acaba contribuindo para a evolução espiritual da Igreja de Cristo de um modo em geral. Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação; ou, se somos consolados, para vossa consolação é, a qual se opera, suportando com paciência as mesmas aflições que nós também padecemos. (Bíblia Sagrada) II Cor. 1: 6. Realmente as coisas funcionam mais ou menos assim, toda a Cristandade tem sido perseguida, porém, os obreiros são sempre os primeiros há serem

 

P 05

destruídos, isso na verdade nós já tivemos a triste oportunidade de ver lá em Jerusalém há dois mil anos, o primeiro há ser destruído foi o próprio Cristo. E como nos afirma o Apóstolo Paulo, para a nossa consolação, pois foi pela prisão, crucificação e morte de Cristo que nós alcançamos a Salvação. Daí, quando o Paulo nos fala que as aflições dos obreiros nos beneficiam faz realmente todo sentido. Todavia, no entanto à satisfação, e felicidade do obreiro também nos beneficia, e quando ele, Paulo nos fala quando nós somos consolados também serve para a vossa consolação. A perseguição começou exatamente pelo próprio Cristo, passando pelos Apóstolos, o primeiro há ser executado foi Tiago sendo degolado á espada e daí foi até o Apóstolo Pedro sendo crucificado de cabeça para baixo.

O Apóstolo João o único que acabou morrendo de morte natural, antes disso acontecer, passou poucas e boas, foi colocado há ferver num taxo de óleo, foi jogado da torre de templo á baixo e, quando ele estava lá na Ilha de Pátmos, há quem diga que ele havia sido degredado para morrer lá. E a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes das aflições, assim o sereis também da consolação. (Bíblia Sagrada) II Cor. 1: 7. Parece que a partir do momento que o Apóstolo Paulo teve aquele encontro inesperado com Cristo, naquela viagem para Damasco, parece que a vida dele virou de cabeça para baixo.

Um moço de uma família rica, com um grau de instrução bem elevado, tendo cidadania romana, o que na época fazia toda diferença; se nós observarmos veremos que, a partir daquele encontro com Cristo a vida dele virou um verdadeiro caos, aliás, é o que acontece nas vidas das pessoas que aderem á um real Cristianismo, um modo quase em geral. Mas, a ideia fixa ainda é esta, as aflições deste mundo nos levarão á uma felicidade na Eternidade. Eu costumo dizer o seguinte, este mundo que ai está, para a Cristandade, serve como uma escola preparatória para a Eternidade, pois ao contrário do que muitos estão pregando, lá na Eternidade nós seremos administradores, governamentais e espirituais e, para isso precisamos de preparação.

Qualquer bom oficial passou por um bom recrutamento, ou nunca será um bom oficial. Daí, temos um Apóstolo Paulo, talvez o maior obreiro do Evangelho, pelo que a Palavra nos ensina lá na Eternidade ele, Paulo já tem um lugar reservado. Onde? Aqui: E o muro da cidade tinha doze fundamentos e, neles, os nomes dos doze apóstolos do Cordeiro. (Bíblia Sagrada) Ap. 21: 14. Como diria ele, eu fui participante nas aflições, agora terei participação na felicidade, há começar, olhe só, pelos fundamentos da Nova Jerusalém, nada mais, nada menos que a Capital do Universo, lá na Eternidade.

 

P 06

E assim, eu acredito que seja isso que tenha movido toda á Cristandade em direção á uma Eternidade com Deus, aflição aqui, felicidade lá. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos sim, mas não desanimados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; trazendo sempre por toda parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossos corpos. (Bíblia Sagrada) II Cor. 4: 8 – 10.

A mensagem que acabamos de ler, ela me chama atenção quando diz, somos atribulados, mas não angustiados. Muitas vezes, eu tenho dito nas minhas humildes orações: Senhor, eu gostaria que essa Palavra fosse uma realidade na minha vida, porém, não é, aliás, tem hora que a angustia chega a ser maior do que a vontade de viver. Esse é o mundo que temos para viver, é aqui que temos que ficar e andar, sem nos contaminarmos, pois daqui mais um pouco deixaremos este mundo, em direção há uma vida Eterna sem a contaminação do mesmo. Mas que aqui tem sido difícil, sim isso é uma dura e triste realidade. Todavia, como já lemos lá atrás, as aflições desta vida não se compararão à felicidade que está por vir.

Daí, o que nos resta fazer é colocar o ombro debaixo da cruz e continuarmos a dura caminhada até chegarmos ao portal da Eternidade! Nesta dura caminhada na verdade, tem hora que o que tem me dado condições de continuar, tem sido na verdade a Palavra que diz: Porque pela graça sois salvos, por meio da ; e isso não vem de vós; é dom de Deus. (Bíblia Sagrada) Efé. 2: 8. Somos salvos pela fé, porém, isso não vem de nós, não vem de cada um como estão ensinando por aí, a própria salvação em si, para o ser humano é um presente de Deus! Nada do que muitos estão pregando, um tal de livre (arbítrio), na verdade em toda a existência, tudo já está programado, a salvação e a perdição, a vida e a morte, o sucesso e o fracasso, na Memória de Deus tudo já é uma realidade desde antes de tudo acontecer.

Aí sim, se você já sentiu um chamado de Deus, se já sentiu o Espírito de Deus falando em seu coração, não demore mais, levante a mão aos Céus e diga, Senhor eu também estou aqui, deixe-me colocar o meu ombro debaixo da minha cruz e, começar a minha caminhada em direção há tua Santa Presença. Você já teve a oportunidade de ler e ouvir, frases como, venha para Jesus e pare de sofrer, meu caro leitor(a), lembre-se, o mundo em que vivemos é um mundo de dor, um mundo de sofrimento, como você já leu lá atrás, nem mesmo o Filho de Deus escapou do sofrimento por aqui. Aliás, Jesus, o Cristo sofreu desde o seu nascimento até a morte, e morte de CRUZ. Então como você pode ver, parece que por aqui nós estamos realmente propensos ao sofrimento, e parece que quanto mais nós tentamos nos livrar dele, mais por ele somos perseguidos.

 

P 07

Aflição, infelizmente ou felizmente ainda é à nossa palavra chave! Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo: Na muita paciência, nas aflições, nas necessidades, nas angústias, nos açoites, nas prisões, nos tumultos, nos trabalhos, nas vigílias, nos jejuns, na pureza, na ciência, na longanimidade, na benignidade, no Espírito Santo, no amor não fingido, (Bíblia Sagrada) II Cor. 6: 4 – 6. Coisa difícil na verdade, é nós nos enquadrarmos numa mensagem como esta, pois para todo lado que nos viramos encontramos algum obstáculo nos atrapalhando na nossa caminhada. Por exemplo, há que diga que a saúde é tudo, eu particularmente costumo dizer que a saúde não é tudo, mas quando ela falta realmente às coisas se complicam, pois quando nos falta à saúde até mesmo a nossa humilde fé parece que também vai embora.

Olhando nós para o próprio sacrifício de Jesus pendurado naquela maldita cruz, temos a triste oportunidade de vê-lo reclamar quando Ele diz: Pai, até tu me desamparas? ― E, à hora nona, Jesus exclamou com grande voz, dizendo: Eloí, Eloí, lemá sabactâni? Isso, traduzido, é: Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? (Bíblia Sagrada) Mar. 15: 34. Aqui nós temos a triste oportunidade de ver e ouvir o próprio Senhor Jesus no final das suas aflições, contestando a atitude do Pai, e temos o desprazer de ver também o Pai não suportando tanta desgraça em cima do seu tão amado Filho, virando assim o rosto para não ver tanto sofrimento. Aí então eu perguntaria, o que eu faço na hora em que desespero é maior do que a vontade de continuar vivo?

Você meu caro leitor(a), já ourou á Deus pedindo a morte? Não? Ótimo que Deus possa continuar lhe dando graças para prosseguir a sua jornada sem tanto sofrimento, pois por aqui as coisas já andaram abaixo do nível do controle. Porém, a Bíblia Sagrada nos ensina que nós devemos dar graças por tudo, aí então na hora do aperto temos que lembrar da última frase que acabamos de ler que diz: Antes, como ministros de Deus, tornando-nos recomendáveis em tudo, inclusive naquelas horas que parece que o Universo vai desabar sobre a cabeça da gente! Aflição, ainda é a nossa palavra chave, porém nunca nos esquecendo, que ela, a aflição desta vida é a nossa

moeda que garantirá a nossa felicidade lá na Presença do Senhor nosso Deus durante toda a Eternidade. Daí o ânimo para prosseguirmos, algumas vezes gemendo, outras vezes chorando, algumas vezes entendendo até mesmo o porquê de tanto sofrimento, e outras não entendendo nada, mas seguindo indo em frente, pois sempre certos de que lá no final desta caminhada encontraremos à nossa recompensa. Verdade é que alguns pregam o Evangelho de Cristo por inveja e contenda, mas outros de boa mente; uns por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho; mas outros, na verdade, anunciam á Cristo por interesse

 

P 08

pessoal, não puramente, julgando acrescentar assim, aflição há minha missão já tão sofrida. (Bíblia Sagrada) Fil. 1: 15 – 17. Verdade é que nesta longa caminhada, nós já tivemos a triste oportunidade de ver de tudo um pouco, começamos pelo próprio Senhor Jesus, o Cristo sendo crucificado e morto naquela maldita cruz, e há partir dali sabemos que praticamente todos os Apóstolos faram assassinados, e assim até hoje o verdadeiro cristão em quaisquer pontos da Terra continua sendo perseguido, e em muitos casos sendo assassinados.

 Este mundo por natureza é tão difícil que quando nós não temos problemas exteriores, ou seja, problemas com as pessoas de fora da Igreja, muitas vezes o inimigo das nossas almas, o adversário de Deus levanta pessoas de dentro da própria organização, da obra de Deus, para complicar as nossas vidas dentro da própria Igreja. É o que acabamos de ler, pessoas se levantando como verdadeiros obreiros do Evangelho, no entanto de Deus não têm nada, na verdade o que estão fazendo é montando o próprio negócio. E assim enquanto tocam o próprio negócio com a marca de Deus, perturbam a obra e os verdadeiros obreiros do Evangelho de Cristo. E aí dependendo das circunstâncias para qualquer lado que nos viramos, a palavra aflição nos persegue. Realmente é o mundo em que vivemos, ele é por natureza um mundo de dor, de muito sofrimento em todos os sentidos.

E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas e as considero como esterco, para que possa ganhar a Cristo e seja achado nele, não tendo a minha justiça que vem da lei, mas a que vem pela fé em Cristo, a saber, a justiça que vem de Deus, pela fé; para conhecê-lo, a virtude da sua ressurreição, e a comunicação de suas aflições, sendo feito conforme a sua morte; para ver se, de alguma maneira, eu possa chegar à ressurreição dos mortos. (Bíblia Sagrada) Fil. 3: 8 – 11. A mensagem que acabamos de ler, nos ensina que as riquezas desta vida, nós devemos dar por perdidas, almejando assim a vida Eterna que será uma riqueza verdadeira e permanente. Aliás, nós não podemos e não devemos deixar de lutar por esta vida, porém não devemos gravá-los nos nossos corações! Se ganharmos, ótimo; se perdermos paciência! E assim que Deus nos dê graças para passarmos por todas as aflições e chegarmos vivos na Presença de Deus.

 

Sem mais atenciosamente:

 

                                                       Pr. Manoel Teixeira

         Associação Teológica Renascer

              Site: www.asotera.com / E-mail: contato@asotera.com

                           Fone: (47) 3446-0031 / Cel. 9985-7616. (TIM)


 




Mais Matérias
:: Copyright © ASOTERA 2007 ~ Todos os Direitos Reservados ::
:: Site Desenvolvido Por Elite Y ::