Ultimas Matérias Cadastradas
A Família
10:51:33 16/05/2012
A família, é nada mais nada menos que à base da humanidade.


    







        A Família

 

P 01

A família é nada mais nada menos que à base da humanidade. E por incrível que possa parecer, apesar de ser novidade para muitos, tudo começou lá, no tão comentado Jardim do Éden. — E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem viva só; far-lhe-ei uma adjutora (companheira), alguém para viver e andar ao seu lado, para fazer parte da sua vida. (Bíblia Sagrada) Gên. 2: 18. Meu caro leitor(a) a partir daquele momento chegamos à conclusão que o ser humano realmente não deve viver só, aliás são palavras do seu Criador! Naquele momento o Senhor nosso Deus criava a mulher, alguém toda especial para complementar a existência do homem, ali o nosso Criador instituiu o casamento, formando assim, a tão desprezada família dos nossos dias.

E assim por incrível que possa parecer a partir daquele momento enquanto a humanidade conservou a família ela sobreviveu, porém, a cada momento que a humanidade desprezou a família ela, a humanidade se desgraçou. Nós sabemos que o tão polêmico dilúvio aconteceu aproximadamente aos (1650) mil seiscentos e cinquenta anos da nossa era e, temos especialistas falando que lá a humanidade já era um contingente tão grande como o de hoje. Uma das hipóteses é que entre a humanidade antediluviana, não existia família, as pessoas viviam mais ou menos como animais irracionais.

Então logo que a menina tivesse condições de engravidar ela engravidava, a partir de então era uma criança após a outra, dai a explosão demográfica que pode ter sido tão grande em tão pouco tempo. E assim à humanidade chegou a uma desgraça tão grande que nem mesmo o Senhor nosso Deus, o nosso Criador conseguiu suportar mais a desavença da humanidade. Chegando assim a hora que Ele o próprio Criador, não suportando mais tanto pecado, decidiu destruir a humanidade. Todavia no meio dessa humanidade perversa o Senhor nosso Deus sempre manteve uma espécie de linha de seres humanos tementes e respeitadores ao seu Santo Nome.

 — Depois, disse o SENHOR Deus a Noé: Entra tu e toda a tua família na arca, porque tu tens sido justo diante de mim, no meio de toda esta geração. (Bíblia Sagrada) Gên. 7: 1. Como podemos ver aqui, no meio de toda aquela população que crescia tão desordenadamente, ainda havia alguém que pelo fato de ser temente á Deus, ao seu Criador mantinha uma família. E logo a diante veremos que pelo fato de ser uma família, foi salva do dilúvio. — E entrou Noé e, sua família na arca, sua esposa, filhos, noras, enfim um grupo de oito pessoas, pois o tão polêmico dilúvio logo chegaria.  (Bíblia Sagrada) Gên. 7: 7.

Na verdade é aquilo que eu venho falando, quando nós nos colocamos na direção de Deus, Ele assume a responsabilidade de cuidar de nós, porém, quando nós assumimos à nossa própria responsabilidade desprezando assim, a de Deus, Ele nos abandona á própria sorte. — Confia ao SENHOR as tuas obras, e os teus pensamentos serão estabelecidos. (Bíblia Sagrada) Pro. 16: 3. E geralmente nós começamos pelo ponto principal, pela base de tudo, geralmente começamos pela família! Por exemplo, quando o casamento não vai bem, nós não sentamos para discutir o problema e nem para procurar uma solução, geralmente nós metemos os pés pelas mãos e,

 

P 02

o que já está ruim nós acabamos de desgraçar com uma separação! E ai o que sobra muitas vezes literalmente jogados no lixo é nada mais, nada menos que à base da humanidade! E assim no Brasil nós já salvamos crianças jogadas na lata de lixo, já salvamos criança boiando na Lagoa da Pampulha, Belo Horizonte M. G. Brasil, já salvamos jovens mães tentando enfiar uma faca na própria barriga numa tentativa de eliminar o feto e, ai por diante. Por isso quando começaram há aparecer aqueles comentários que o Mundo acabaria em (2012) dois mil e doze, muitos quase enlouqueceram, pois a massa da humanidade que ai está quando vier o dilúvio não será convidada há entrar na Arca, isso pelo fato de já não pertencer mais á uma família.

Conheço um casal que casou e viveu sem filhos regaladamente por (16) dezesseis anos, mas chegou a hora de jogar toda a liberdade pelos ares e adotar uma criança recém-nascida. Aos (3) três meses de idade se descobriu que a criança sofria de osteoporose (ou, segundo o Dr. Joel Rolim de Moura JR., osteo gênesi imperfeita). E assim com a adoção foi como se o casal tivesse mergulhado de um Paraíso direto num precipício sem fundo, a vida deles que era só alegria, hoje com a criança aos (21) vinte e um anos de idade está se transformando num verdadeiro tormento. No entanto o casal continua amando e cuidando daquela filha adotiva muito melhor do que eu cuidei das minhas filhas biológicas, sempre na esperança que o seu quadro de saúde venha á se reverter.

Tudo isso por uma razão muito simples, o casal em questão descobriu nessa caminhada o valor de uma família.  No Brasil, por exemplo, pelo fato de as nossas leis serem elaboradas por políticos que não sabem mais o que quer dizer a palavra família, as nossas leis são simplesmente diabólicas. Os nossos pais, por exemplo, são proibidos de educar os seus filhos, os nossos tão amados educadores de um passado nada distante, viraram instrumentos de gozação para alunos vagabundos que já não têm à menor ideia do que é família e consequentemente o que é ter o mínimo de educação. Daí vem à palavra de Deus nos alertando:

— Instrui a criança no caminho em que ela deve andar e, assim pela vida a fora ela não se desviará dele. (Bíblia Sagrada) Pro. 22: 6. Mas ai vem àquela pergunta, como vamos educar os nossos filhos se somos proibidos de fazê-los? E eu diria realmente eu sou agradecido á Deus pelo fato de já não mais precisar passar por esse constrangimento. Todavia se nós olharmos com atenção para à história sagrada teremos a oportunidade de ver pessoas de um mundo inteiramente selvagem, sem nenhum valor social, sem nenhum grau de instrução elevado, enfim, sem nenhuma experiência de vida agindo com uma coerência fora do comum.

— E meu senhor me fez jurar, dizendo: Não tomarás mulher para o meu filho das filhas dos cananeus, em cuja terra eu habito; irás, porém, à casa de meu pai e à minha família e, de lá tomarás mulher para meu filho. (Bíblia Sagrada) Gên. 24: 37 – 38. Não seria necessário nem mesmo comentar, todos nós sabemos que um bom casamento é à base da família. Como acabamos de ler, chegou a hora do nosso segundo amado patriarca da fé (Isaque) se casar; então seu pai Abraão chama um colaborador de confiança e, confia á ele a responsabilidade de ir, em busca de uma noiva para o seu filho.

 

P 03

E como acabamos de ler, noiva esta que não poderia ser encontrada em qualquer esquina, noiva que deveria ter nome e endereço, noiva que deveria ser encontrada na terra de origem de seus pais, junto aos seus familiares. Noiva que não poderia ser encontrada em qualquer bailão e, nem em qualquer balada, não poderia ser uma mulher de rua qualquer. Perceba você meu caro leitor(a), um noivado bem começado poderá proporcionar um casamento simplesmente bem estruturado. — E ele me disse: O SENHOR Deus, em cuja presença eu tenho andado, enviará o seu Anjo contigo e prosperará o teu caminho, para que tomes mulher para o meu filho da minha família e da casa de meu pai. (Bíblia Sagrada) Gên. 24: 40.

E como estamos acostumados á ver num casamento bem estruturado geralmente temos uma real família. Todavia a humanidade por toda história vem errando, conhecemos gente que sente mesmo vergonha de pertencer á uma família, por incrível que possa parecer. E se observarmos a história sagrada com atenção veremos que a humanidade de um modo geral foi sempre meio assim. Porém nessa humanidade perversa sempre encontramos gente temente á Deus, gente que fez questão de deixar para as gerações futuras um legado de fé, de amor e de respeito, á Deus e ao próprio ser humano! — Então, disse Jacó à sua família e a todos os que com ele estavam: Tirai os deuses estranhos que há no meio de vós, purificai-vos e, mudai as vossas vestes. (Bíblia Sagrada) Gên. 35: 2.

Aqui você á de convir que com essa dose de temor á Deus qualquer chefe de família acaba sendo bem sucedido. A época e o mundo em que estamos vivendo na verdade parece ter enlouquecido, todavia o ouro só passa a ter algum valor após passar pelo fogo. Aliás, é do meio dessa humanidade perversa que ai está, que o Senhor nosso Deus espera colher flores para enfeitar a Sala do seu Trono lá na Eternidade. — E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua família. (Bíblia Sagrada) Ato. 16: 31. Pois na verdade o ser humano só passou á ter algum valor para Deus o nosso Criador após o tão conhecido pecado, a desobediência, o que foi considerado uma espécie de crime contra Deus.

A partir do pecado Deus passa a ter uma forma fácil e prática de escolha, disse Jesus; os que creem serão salvos, porém os que não crerem serão condenados. Depois dessa mensagem nós podemos ver que foi colocado à disposição do ser humano a vida e a morte, salvação e perdição e, lembre-se toda boa educação começa no berço com a mamãe muitas vezes com lágrimas nos olhos, acariciando o bebê! — Por que se tiraria o nome de nosso pai do meio da sua família, só porque ele não teve filhos homens? Nós exigimos à nossa parte na herança entre os irmãos de nosso pai, sim senhores. (Bíblia Sagrada) Núm. 27: 4.

Acabamos de ler uma frase que muito me chama a atenção, lá no passado cerca de (1450) mil quatrocentos e cinquenta anos antes de Cristo, quando a Nação Israelense mudava do Egito para a atual Palestina, morria um então chefe de família na viagem antes de chegar à terra prometida. Ao atravessar o Rio Jordão começava a divisão das terras adquiridas, cada família recebia uma metragem de acordo com a sua necessidade. Porém, a tal doação era sempre entregue aos filhos homens, mas chegou a hora em que umas moças se chegaram à liderança e reclamaram dizendo;

 

P 04

o nosso pai já falecido não teve filhos homens, mas nós somos suas filhas, somos suas herdeiras queremos a nossa parte na herança, sim, afinal de contas somos parte de uma família. Conseguiu perceber aqui mais uma vez o valor de uma simples família, aquilo que a humanidade na verdade já não dá mais valor? Pois bem meu amado(a) leitor(a), uma família não tem que ser nobre, não que ser rica, porém precisa ser uma família. E se esse título não tiver valor junto às autoridades deste mundo, não se preocupe, pois como você já pode ver, lá na Presença de Deus, ainda faz toda diferença. — E disseram-lhe aqueles homens: Nós seremos livres do nosso compromisso de salvar tu e a tua família, se tu não amarrares este cordão vermelho na janela pela qual nós vamos descer; e se não recolheres aqui na tua casa todos os membros da tua família. (Bíblia Sagrada) Jos. 2: 17 – 18.

Quando a Nação Israelense estava atravessando o Jordão, o Líder conhecido como Josué enviou uns investigadores ao outro lado do rio para investigar a terra e, consequentemente uma cidade chamada Jericó. Ao entrarem na cidade de Jericó eles foram reconhecidos pelas autoridades e, logo começava a perseguição, os dois homens encontraram uma casa com a porta aberta, pediram abrigo e foram socorridos. A mulher, a dana da casa que tinha um nome nada convencional, o seu nome era Raabe, ela era nada mais, nada menos que uma prostituta da vida, uma mulher de programa da época, porém, pertencia á uma família.

E assim Raabe guardou os dois espiões até o perigo passar e quando o perigo passou ela fez os dois homens saírem da casa dela por uma janela que ficava junto ao muro da cidade, proporcionando assim fuga e liberdade aos dois israelenses investigadores. Porém a Nação Israelense em mudança trazia em sua bagagem um exército de 600 mil homens de guerra, 600 mil homens que por onde haviam passado e encontrado resistência, haviam deixado a marca das suas espadas afiadas. E agora a população da cidade de Jericó sabendo disso, estava em polvorosa, usando todos os meios de resistência possíveis numa tentativa de salvar à sua cidade das garras dos israelenses.

Porém, a população desesperada sabia que a cidade seria destruída e a população seria dizimada. Então Raabe ao liberar os dois espiões fez á eles uma exigência, que quando às suas forças armadas entrassem na cidade a família dela não fosse atingida pelos atacantes. E assim na mensagem bíblica que acabamos de ler vemos os dois homens determinando as formas como seria feito o salvamento da família da sua protetora Raabe. Família, se você tem uma cuide para não perdê-la e, se você pertence á uma não saia dela nem por um momento! — Assim, deu Josué vida à prostituta Raabe, à família de seu pai, e a tudo quanto tinha; e ela com toda à sua família, habitou no meio da Nação Israelense até ao dia de hoje, porquanto escondera os mensageiros que Josué tinha enviado a espiar a Jericó. (Bíblia Sagrada) Jos. 6: 25. E assim a história nos conta que ao atravessar o Rio Jordão e entrar na cidade de Jericó à primeira preocupação das forças armadas de Israel foi, nada mais, nada menos que resgatar em segurança a família da Sr.ª Raabe! A partir de então ela com toda à sua família passou á fazer parte da Nação Israelense e á viver junto da mesma. Um pouco mais á frente nós vemos à Nação Israelense instalada na terra e precisando de um governante e, assim temos a oportunidade de ver o Senhor nosso Deus providenciando o homem para ocupar tal cargo.

 

P 05

— Então, Saul perguntou: Porventura, não sou eu filho de Benjamim, da menor das famílias de Israel? E a minha família, não é a menor de todas as famílias de nosso patriarca Benjamim? Por que, o senhor está me falando essas coisas? (Bíblia Sagrada) I Sam. 9: 21. Aqui você leu uma frase interessante: Esta frase fala de um jovem sendo convidado simplesmente para ser o rei de Israel de sua época, o rei da sua Nação. Então Saul cheio de humildade fica fazendo perguntas á Samuel, ao homem de Deus que estava encarregado de consagrá-lo rei de Israel. Diz ele, eu sou de uma família tão humilde como poderia ser alguma coisa importante no meio da minha gente?

Num passado não muito distante não existia ficha cadastral, se conhecia o homem e a mulher numa entrevista pessoal, quem é seu pai, quem é sua mãe, quem são os seus irmãos e, assim a aprovação vinha baseando-se sempre na melhor família. E dessa forma Saul foi consagrado o primeiro rei sobre a Nação Israelense lá do passado. Dê só uma olhada nessa frase e veja quem começa dando o maior valor á família, se não é o próprio Criador. — Deus faz com que o solitário viva em família; liberta aqueles que estão presos em grilhões; mas os rebeldes Ele faz habitar em terra seca. (Bíblia Sagrada) Sal. 68: 6. Observou nessa mensagem o valor da família, o nosso Criador instituiu a família e Ele parece fazer questão de conservá-la.

Na verdade o valor de uma boa família, muitos só acabam percebendo quando á perdem, infelizmente. Mas você que ainda pode agradecer á Deus pela família que tem, não perca tempo, agradeça, porque você é dono do maior tesouro da terra! E por incrível que possa parecer esse tesouro é um valor meio único, depois de se perder, dificilmente se consegue recuperá-lo! — Quem é como o SENHOR, nosso Deus, que habita nas alturas; que se curva para ver o que está acontecendo nos céus e na terra; que do pó levanta o pequeno e, do monte de lixo, ergue o necessitado, para fazê-lo sentar-se com os príncipes, sim, com os príncipes do seu povo; que faz com que a mulher estéril habite em família e seja alegre mãe de filhos? Portanto louvai ao SENHOR! (Bíblia Sagrada) Sal. 113: 5 – 9.

Quando eu leio essa mensagem lembro-me de Ana, a mãe do Profeta Samuel, a história nos conta que a outra, ou as outras esposas de Elcana tinham filhos, porém, Ana que por sinal era a esposa mais bonita e mais amada por seu marido, não tinha filhos. Num dia de festa junto ao Templo de adoração em Jerusalém enquanto as outras mulheres se divertiam com as crianças, Ana chorava de tristeza pelo fato de não poder ser mãe! Na hora do almoço, Elcana o marido não aguentando mais o semblante triste de Ana reclamou; eu faço tudo de melhor exatamente para você e tudo o que você faz é chorar. — Porém á Ana ele dava uma parte melhor dos alimentos, porquanto ele amava Ana; todavia Ana era estéril, não podia ter filhos. Então, Elcana, seu marido, lhe perguntou:

Ana, por que choras? Por que não comes? E por que está mal o teu coração? Eu não sou para você melhor do que dez filhos? (Bíblia Sagrada) I Sam. 1: 5, 8. Então Ana se levantou e entrou no Templo, encostou-se numa coluna botou o rosto no chão e começou á orar á Deus em silêncio! A história nos conta que o Sacerdote Eli vendo Ana naquele estado á teve por embriagada, louca ou coisa do gênero. — Ela, pois, com amargura de alma, orou ao SENHOR e chorou abundantemente. (Bíblia Sagrada) I Sam. 1: 10. Até parece que estou ouvindo a oração de Ana:

 

P 06

Senhor, mesmo que seja a última coisa que me concedas o direito de ser mãe! O Sacerdote chegou-se á ela e, á repreendeu, mas ela disse ao Sacerdote eu não estou embriagada senhor, eu sou uma mulher amargurada, levantou-se e foi para casa! A linda história Sagrada nos conta que um ano depois Ana voltava ao Templo, só que desta vez ela não estava só. Ana entrou no Templo com um embrulho no colo e, encontrando o Sacerdote chegou-se á ele e, perguntou, o senhor se lembra de mim, eu sou Ana a mulher que na festa passada estava ali junto da coluna meio amontoada, o senhor pensou que eu estivesse embriagada, lembra?

Eu não estava embriagada senhor, eu estava amargurada de espírito pelo fato de não poder ser mãe, então estava ali orando ao Senhor nosso Deus e, pedinto á Ele graças para alcançar isto que agora quero oferecer ao Senhor, colocando-o assim sob sua responsabilidade. — E sucedeu que, passado algum tempo, Ana concebeu, e teve um filho, e chamou o seu nome Samuel, porque, dizia ela, o tenho pedido ao SENHOR. (Bíblia Sagrada) I Sam. 1: 20. O Sacerdote Eli meio sem entender nada pergunta meio assustado, o que é isso moça e, ela responde certamente sorrindo, isto é a resposta da minha oração, Sacerdote! E assim ela passa para o Sacerdote Eli um embrulho contendo; nada mais, nada menos que, o futuro Profeta Samuel!!!

— Senhor Sacerdote: Naquele dia eu orava ao Senhor nosso Deus pedindo á Ele exatamente este menino e, Deus ouviu a minha oração. Então ao engravidar eu fiz um voto ao Senhor nosso Deus, que ao nascer o menino eu o traria para o Templo para ele ser criado na Casa do Senhor nosso Deus, junto com o Sacerdote e sua família. E ali juntos adoram ao Senhor Deus Todo-poderoso. (Bíblia Sagrada) I Sam. 1: 27 – 28. Família; se você conhece algo mais importante não esconda, por favor, me deixe ver também! Como acabamos de ver Ana era casada, tinha marido, mas não tinha uma família, faltava algo para completar, faltava um filhote de Samuel! Agora sim ela podia dar Glória á Deus de coração aberto, porque agora ela já podia falar como o grande líder Josué:

— Porém, se não lhes agrada adorar ao único e verdadeiro Deus, escolham hoje a quem adorar: Se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitamos; porém, a minha família e eu continuaremos servindo ao SENHOR Deus Todo-poderoso. (Bíblia Sagrada) Jos. 24: 15. Ana deixou o menino junto com o Sacerdote Eli e sua família e, certamente continuou indo e vindo visitá-lo, trazendo presentes ajuda, carinho até que, ele, Samuel se tornou um grande Profeta e também o governante da sua Nação. Agora sim, Ana já era uma mãe de família! 

Em seguida nós temos a oportunidade de ver o próprio Senhor Jesus combatendo o desrespeito à família, aliás, é o que lemos lá atrás, o Senhor nosso Deus criou a família e faz questão da sua manutenção com toda honra; afinal a família merece todo o respeito. — Basta ao discípulo ser como seu mestre, e ao servo ser como seu senhor. Se vocês chamaram de Belzebu (senhor das moscas, príncipe dos demônios) o pai de família, quanto mais aos seus familiares? (Bíblia Sagrada) Mat. 10: 25. Temos aqui o prazer de ver o próprio Deus fazendo questão de se declarar mais uma vez o nosso Pai e, fazendo isso usando mais uma vez o termo, família.

 

P 07

E assim temos oportunidade de ver outra vez o valor de uma família, aliás, valor esse que a massa da humanidade está perdendo. Na verdade se nós olharmos para a história sagrada com atenção, veremos que em cada situação onde brotou uma boa família havia uma dose de fé e algum temor á Deus. Por exemplo, o que aconteceu numa humanidade antediluviana, foi exatamente um desvio da direção de Deus, à medida que a humanidade foi se expandindo foi fugindo da presença do seu Criador. E assim quando o Senhor nosso Deus resolveu fazer justiça descobriu que muito pouco havia sobrado da sua principal criação, o ser humano.

Hoje por exemplo, nós temos o desprazer de ver pessoas do mesmo sexo tentando fingir a constituição de uma família e, isso com uma cara de pau tão grande que chega á convencer á muitos que tal coisa está certo. A pergunta é e onde fica Deus e a sua santidade nessa hora, nós não podemos nos esquecer que á medida que nós nos distanciamos de Deus, Ele também vai nos abandonando. ― Eu amo os que me amam, e os que de madrugada me buscam me acharão. (Bíblia Sagrada) Pro. 8: 17. Ou seja, os nossos amigos quando nós nos distanciamos deles, eles também desaparecem das nossas vidas, sempre que nós cultivamos uma amizade temos amigos fiéis e perto de nós.

Veja bem não poderia ser muito diferente com Deus, o seu Criador, pois já falamos antes, você é o principal elemento de toda à criação Divina, todavia reconhecer essa realidade e ser agradecido á Deus por ela depende de você. Você caro leitor(a) já ouviu muito aquele termo, nós somos apenas pó e cinza, pois eu diria, se você é apenas pós e cinza problema seu porque a família de Deus se encaixa exatamente aqui: Na verdade nós já não somos estrangeiros, nem peregrinos, mas somos concidadãos dos Santos, fazemos parte da família de Deus; edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, de que Jesus, o Cristo é a pedra fundamental; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor, no qual também vós juntamente sois edificados para morada de Deus no Espírito. (Bíblia Sagrada) Efé. 2: 19 – 21.

Como você pode ver, normalmente para entrar numa sala de audiência jurídica o profissional de direito, (advogado) precisa estar bem vestido, geralmente usando uma boa gravata. Nós seres humanos normalmente não reconhecemos o valor de Deus nas nossas vidas, alguns se consideram pó e cinza e vivem como mendigos julgando assim agradar á Deus e, outros se julgam tão importantes que não usam, nem fé e nem respeito pelo seu Criador. Pois a história sagrada nos ensina que quando nós amamos e respeitamos os elementos ligados á Deus, fazemo-lo ao próprio Deus. Quem recebe e trata bem os que estão comigo, é como se estivesse recebendo tratando bem á mim; aquele que me recebe e me trata bem é como se fizesse á Deus, ao meu Pai Celestial. (Bíblia Sagrada) Mat. 10: 40.

E assim quando nós tratamos com todo amor e respeito à nossa própria família, já estamos agradando imensamente á Deus, o nosso Criador. Infelizmente nós temos o desprazer de ver muitas pessoas desagradando á Deus por falta de amor e respeito próprio e, para com o seu semelhante. Lembre-se do nosso lema, a família ainda é à base da humanidade! Por causa disso, me ponho de joelhos perante o Pai de nosso Senhor Salvador Jesus Cristo, do qual toda a família nos Céus e na terra toma o

 

P 08

nome, para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais confirmados espiritualmente com todo poder. (Bíblia Sagrada) Efé. 3: 14 – 16. Na verdade aqui nós poderíamos traduzir estas palavras toda família, por todo ser humano que tenha o mínimo de entendimento, pois todo ser humano que tem o mínimo de entendimento se volta para o seu Criador e o adora em Espírito e em Verdade. De uma coisa eu tenho certeza, se nós chegarmos ao ponto em que a humanidade passar á entender que a família é realmente à sua base principal, então o ser humano alcançará o mínimo de felicidade.

Todavia isso depende de mim, depende de você, começar á amar, valorizar e respeitar os valores da família. — Mas, se alguma viúva tiver filhos ou netos, que eles aprendam primeiro a exercer o amor, a compaixão para com a sua própria família e a recompensar seus pais; porque isto é bom e agradável diante de Deus. (Bíblia Sagrada) I Tim. 5: 4. Não há muito tempo na cidade Lajes S. C. Brasil, um vagabundo com a cara cheia de drogas, passou uma faca no pescoço, da mãe e de uma irmã, uma criança em torno ai de uns (10) dez anos aproximadamente, deficiente mental.

Nesse caso, (70%) setenta por cento da culpa, foi da própria mãe, que passou um longo tempo sustentando o filho com o dinheiro para as drogas, o dia que o dinheiro acabou ele acabou com o que restava da família! A mensagem bíblica que acabamos de ler diz que os filhos e netos devem amar e respeitar os seus familiares, porém para isso eles precisam ser educados, se não como aprenderão? Por incrível que possa parecer, renegar à família é pior do que renegar o próprio Deus, pois está ai algo que Ele parece não aceitar em hipótese alguma. — Mas, se alguém não tem cuidado dos seus e principalmente dos da sua família, não sabe o que é fé e infelizmente não tem nada de Deus. (Bíblia Sagrada) I Tim. 5: 8.

Normalmente nós ouvimos as pessoas falarem, eu amo muito á Deus, mas se nós olharmos com atenção veremos os seus familiares jogados á própria sorte. Amar á Deus e abandonar os seus pais, por exemplo, amar á Deus e abandonar os seus filhos, faria algum sentido? Não! Pois é demonstrando amor ao nosso semelhante que nós conseguimos demonstrar amor á Deus. E quando nós abandonamos à nossa família demonstramos o nosso próprio abandono!

— Pela fé, Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu, e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé. (Bíblia Sagrada) Heb. 11: 7. Eu até posso entender que essa humilde mensagem possa não fazer muito sentido para muita gente, todavia eu sou obrigado á continuar insistindo, a família ainda é à base da humanidade. Que Deus possa abençoar verdadeiramente a família, dando assim uma oportunidade para a humanidade continuar à sua caminhada física e espiritualmente em direção há uma Eternidade com Deus! Que Deus possa assim abençoar você e, toda à sua família!!!

 

Sem mais atenciosamente:

                                                  Pr. Manoel Teixeira

         Associação Teológica Renascer

             Site: www.asotera.com / E-mail: contato@asotera.com 

                       Fone: (47) 3446-0031 / Cel. 9985-7616. (TIM)


 




Mais Matérias
:: Copyright © ASOTERA 2007 ~ Todos os Direitos Reservados ::
:: Site Desenvolvido Por Elite Y ::